Olá!

Talvez, só talvez, eu esteja te incomodando com o fato de que disse várias vezes que sou fã da Trilogia Millennium - mas se eu sou obrigada a aturar fãs de sagas teen, então me aturem, por favor! Lá no início do ano, eu resenhei o segundo livro. Agora, não desiste de mim e leia a resenha do segundo filme, A Menina que Brincava com Fogo.

Título OriginalFlickan som lekte med elden
Elenco: Noomi Rapace, Michael Nyqvist, Lena Endre, Peter Andersson e elenco.
Ano: 2010
Duração: 2h 9m
Resenhas Anteriores: Os Homens que Não Amavam as Mulheres - Livro | Filme

A Menina que Brincava com Fogo - Livro

Há algum tempo, eu resenhei o segundo livro da trilogia, agora é a vez de falar do filme. Pra não ficar repetitivo, vou resumir assim: o jornalista Dag Svensson e sua namorada, Mia Bergman, doutoranda em criminologia, são assassinados. O jornalista está colaborando para a Millennium para uma matéria sobre o comércio do sexo. Nesse meio tempo, Lisbeth Salander está viajando pelo mundo, gastando boa parte de sua grana. Quando ela reaparece, está sendo procurada por todo o país. E a seu favor, só Mikael Blomkvist.

Diferente do livro, onde Larsson esmiuçou tudo, o filme pulou algumas partes, que eu senti falta, mas que não alteraram a fidelidade da história, por incrível que pareça. Alguns personagens tiveram sua importância no livro, mas deram uma rápida passada no filme, como o Dragan Armanski, ex-empregador de Lisbeth, e Annika Giannini, que é irmã de Mikael, casada com um italiano, além de Holgen Palmgren, ex-tutor de Lisbeth.

Sou suspeita para falar qualquer coisa a respeito dessa trilogia que tanto amo/sou. Então não esperem imparcialidade nesta resenha. Primeiramente, atuações impecáveis. O que dizer de Noomi Rapace e Michael Nyqvist, que, literalmente, encarnaram os espíritos de Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist? Não consigo dizer nada, apenas suspirar e aplaudir. Novos personagens aparecem, mas um em especial, é a chave da trama: Zala. Como eu disse, o filme é bem fiel ao livro, mas, na tela, me pareceu muito mais fácil achar Zala (talvez pela agilidade que o cinema exija), sendo que, o cara é praticamente uma lenda.
Mas, mesmo amando essa história, algo me incomodou - e não só em esse filme, mas em vários por aí: as benditas cenas de sexo. Quem já leu/assistiu, sabe que Lisbeth não se define, sexualmente falando: não sabemos se é hétero, homo ou bi (e, sinceramente, isso não me importa). Mas, aqui, tem uma cena de sexo entre ela e sua amiga Miriam Wu. E parece ser de verdade. Então, a menos que alguém vai flagrar os personagens transando e vá rolar um barraco logo em seguida, não precisa colocar cena de sexo (seja hétero ou gay). Aí, depois o Blomkvist tá na casa da amante, denotando que passou a noite lá e não mostram nada (mentira, mostra o casal nu em plano geral). Vai entender...

A propósito, uma coisa que me surpreendeu foi a facilidade com que as atrizes mostraram seus seios. Gente, juro que queria entender de onde vem tanta naturalidade da mulherada, eu não teria a mesma coragem hahaha (e confesso que esperava que ia rolar um nu do Michael Nyqvist...) Estou comentando isso - que é totalmente aleatório - porque não que tenha algo contra isso, tô suave, nada contra peitos, mas é que acho esquisito porque, por eu ter alguma vergonha do meu corpo, acho que todas as mulheres do mundo tenham alguma dificuldade em se mostrar, mesmo que seja em nome da sétima arte... sim, é coisa da minha cabeça e quis comentar com vocês.
Voltando à história, Zala (que é homem) é um cara que está diretamente ligado à vida de Lisbeth. E aqui, sabemos bem mais sobre o passado (pesado) de Lisbeth e como ela foi acabou sendo declarada incapaz pelo governo. No livro, isso é bem mais explicado, mas o filme tem imagens. Fortes. Ela era só uma menina. Mesmo sabendo que é uma obra de ficção, Salander sofre uma barra muito pesada e, se fosse outra, provavelmente teria se matado. E muita coisa que ela passou é passível de acontecer com qualquer uma de nós.

Mas ela é muito inteligente (amém!) e mesmo à distância, vai trabalhar para provar sua inocência. Blomkvist também, mesmo eles não se encontrando em 99% da história (no livro eles se encontram um pouquinho mais). E, assim como no livro, o filme acaba naquela cena que você diz: como assim acabou? E agora? Qual o sentido da vida?

Como eu não tenho psicológico, vou dar uma pausa na trilogia e acompanhar outros filmes. Eu tenho pra mim que, o próximo volume vai encerrar esse caso. O que é bom, mas aí eu lembro que Larsson morreu há 12 anos e só deixou manuscrito parte do quarto livro. E ele ia escrever 10 volumes. Dá uma tristeza... Mesmo tendo aquele quarto volume do Lagercrantz, não é a mesma coisa. Uma pena que os fãs fiquem privados desses manuscritos, mesmo incompletos, por causa do mercenarismo (pra mim não é outra coisa) da família Larsson e da viúva - como eu não sei quem tem razão, todos levam a culpa.


25 Comentários

  1. Fiquei super interessada! Como assim eu não conhecia? Preciso assistir! rsrs Grata pela sugestão! Beijooo
    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá *-*
      ainda não conhecia esse filme fiquei curiosa darei uma pesquisada e verei dica anotada *-*

      Bjsss

      https://estantedasara.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Oi.

    Eu tenho o primeiro e segundo livro na estante, mas ainda não li. Comprei ano passado em um Sebo e estou bem ansiosa para começar a leitura deles. Ainda não vi o filme, mas também tenho vontade.

    ResponderExcluir
  4. Sério que tem o filme do segundo livro? Pra mim só tinha o primeiro. hahaha Juro que nunca vi falar muito desse.
    Enfim... Ainda não li os livros, e como assim o autor queria escrever dez volumes? É muita coisa, e que pena para os fãs, né?
    Fico muito interessada pela trama, mas acho que vou iniciar os filmes e depois passo para a leitura.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!! Eu já li muito bem à respeito dessa série (filmes e livros) e sua resenha me deixou muito mais atiçada para conhecer!! Muito Obrigada pela sugestão !! Assim que assistir e ler, volto aqui para dividir com você minha opinião! Bjs
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Oie! Eu confesso que não é meu estilo de leitura no momento. Se um dia mudar de ideia, a série será uma das minhas prioridades. Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia essa história, obrigada pela ótima dica!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Kamila
    Você gosta mesmo, né? Vou te confessar que nem sabia da existência do filme. A premissa é boa, não é o meu estilo favorito, mas diante da empolgação até daria uma chance. Ótimo post.

    Blog Livros, vamos devorá-los?

    ResponderExcluir
  9. Kamila,

    Eu não curto muito esse tipo de filme, principalmente séries no estilo investigação, etc. Mas, é sempre bom a gente poder pegar dicas de quem gosta para não errar no filme, ou se decepcionar! Mas, já tinha ouvido falar da Série Millennium e acho que ela é bem conceituada! Espero poder ter tempo para poder conferir o filme e vir dizer o que achei! Obrigada pela dica. Ótima resenha! Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
  10. Essa trilogia é maravilhosa, daquelas que eu chamo de 'explode cabeças'.
    Adoro todos os filmes <3

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  11. Olá! Só assisti ao primeiro filme e achei a história fantástica! Tenho muita curiosidade em ler a trilogia. Não sabia que tinha um segundo filme, vou procurar para assistir. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá lindona,

    Eu parei no segundo livro da série para respirar, porque não aguentava mais de tanto sofrimento com essas garotas e precisei imediatamente aliviar a tensão que estava sentindo.

    Já assisti esses filmes e são maravilhosos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá ♥
    Acredita que não conheço os livros nem os filmes? ( Não me mate por favor)!
    Mas achei muito interessante. A estória parece ser fantástica e ter elementos que me agrada muito, agora quero conhecer os livros e os filmes. Parabéns pela resenha , beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Kamilla!
    Também sou fã da trilogia e gosto mais dos livros, justamente pela riqueza de detalhes, sentimentos e sensações. Nem sabia que os livros tinham uma adaptação cinematográfica mais antiga (só soube daquela de poucos anos atrás). Às vezes o cinema exagera nas cenas de sexo justamente pra dar uns tchans. Cá entre n[ós eu não teria problemas em mostrar meus seios. Sou bem natural (e um pouco exibicionista) nesse ponto. Beijo!

    ResponderExcluir
  15. Olá Kamilla
    Adoro o primeiro livro o segundo li so até a metade e ainda não tive condições de retornar a leitura, quanto ao filme tenho receio porque gosto dos atores americanos, não gostei de jeito nenhum dessa trilogia russa, alemã?? Não lembro.
    Mas espero mesmo voltar a ler o livro, estou curiosa com os segredos da Lisbeth, que é minha personagem favorita da vida.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  16. Oi, Kamilla.
    Tirando seu comentário meio preconceituoso sobre sagas teen, achei interessante ver a sua opinião sobre esse segundo filme inspirado na série Millenium. Tive oportunidade de ver os filmes suecos há alguns anos, logo depois de ter lido os três livros, e achei a produção super interessante. Achei suas observações engraçadas!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  17. Oieee, bem bacana, não vai os filmes nem li os livros, mas gostei dessa premissa e visto os comentários os livros são bem queridinhos, acho que um dia ou outro darei uma chance.

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia esse filme. Desculpe. Eu nunca nem ouvi falar. Na verdade ele não faz meu tipo de filme. Mas achei interessante suas impressões.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oiii Kamilla, tudo bem?
    Eu ainda não assisti esse filme, apenas o primeiro, e agora você me lembrou que preciso assistir o segundo, gostei de saber a sua opinião e com certeza é uma dica super anotada!Estou adorando que vocÊ traga filmes em seu blog.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  20. Oi Kamila,
    Já li os livros da série Millennium e tenho vontade de ver os filmes, mas medo.
    Gostei de conhecer suas impressões sobre essa obra e foi muito bacana "voltar" à história. A inteligência da Salander me surpreende muito.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  21. Ola Kamila lindona estou doida para começar a ler essa série, são tantos elogios a escrita e como a protagonista é bem estruturada. Como estou na correria acredito que vou assistir o filme primeiro, suas colocações sobre as cenas de sexo tem muito fundamento, algumas são desnecessárias. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  22. Ahhhhh a Lisbeth Salander... Uma das personagens que mais amei e admirei nos livro e nos filmes, que fique bem claro que estou falando dessas versão sueca. A Rooney Mara até fez um a interpretação aceitável na versão americana no primeiro filme, mas todo o restante foi muito fraco.
    Eu tenho os três filmes e li os três livros escritos pelo Larsson. Esse quarto ainda não conheci, espero que tenha mantido a personalidade dos personagens né?!
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Olá Kamilla!!!
    Menina, eu tenho muita curiosidade para ler os livros dessa série, por conta disso, eu ainda não li nenhum desses filmes, acredita?
    Curti a sua resenha <3

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  24. Olá Kamilla, eu só conhecia os filmes dessa série, não sabia que eram baseados em livros(estou chateada comigo mesma). Mas amo as obras cinematográficas, e vou com certeza ler os livros. Uma pena não ter completado os 10 volumes hein, mas a vida tem um jeito peculiar de interromper as coisas... Amei sua resenha, me vi relembrando cada parte do filme!! Bjs.
    Marcinha

    Eu Pratico Livroterapia

    ResponderExcluir

Olá!!

Fortaleça este humilde blog, deixe seu comentário e seu link para eu retribuir sua visita!

Se quiser, entre em contato através do email resenhaeoutrascoisas@gmail.com :)